Unknown Unknown Author
Title: Devaneios do Ville - O Brasileiro Gamer e sua Imagem nos Jogos Online
Author: Unknown
Rating 5 of 5 Des:
Você é um? Olá galera, essa semana venho falar um pouco sobre minhas experiências em basicamente 3 jogos online que refletem bem como n...
Você é um?
Olá galera, essa semana venho falar um pouco sobre minhas experiências em basicamente 3 jogos online que refletem bem como nós brasileiros estamos com uma reputação manchada no cenário online (a bem da verdade não só em jogos).

O QUE É UM JOGADOR TÓXICO?

Não esse tipo de toxicidade
A expressão surgiu faz alguns anos com a crescente popularidade da internet, também chamado de Troll (ou huehuehueBR) e significa aquela pessoa/jogador que comporta-se de maneira a atrapalhar a diversão/lazer das outras pessoas.

Existem várias classificações possíveis para esse tipo de pessoa, mas não é o foco abordá-las na coluna de hoje então continuemos a falar.

O BRASILEIRO

Antes de continuar, gostaria de deixar bem claro que não são todos os brasileiros que agem assim e também não somos os únicos no planeta a agir com um comportamento tóxico, mas por que será que nós brasileiros temos uma fama tão ruim no cenário de jogos online pelo mundo?

Arrisco-me talvez a dizer que temos enraizado conosco a cultura do "jeitinho brasileiro" onde sempre tentamos nos dar bem sem olhar a quem. Ou talvez o próprio reflexo da falta de valores do mundo atual também contribui para a proliferação desse tipo de pessoa.

Além disso, a situação está ficando tão caótica que até mesmo dentro de jogos onde só existem brasileiros já existe muita toxicidade e também a intolerância a esse comportamento, fatos que estragam a experiência do jogo que as empresas desenvolvedoras dos jogos tanto procuram.

Nessa situação o que resta para as empresas adotarem são medidas que apenas contornam o problema e não o resolvem, como sistema de Reports com punições de suspensão e banimento do jogador tóxico, mas sabemos que quanto mais Ban rola solta, mais HueHue nascem no lugar (parece uma Hidra que quanto mais cabeça corta, mais cabeças nascem).

ALGUNS EXEMPLOS

TIBIA

Independente da opinião sobre a qualidade gráfica do jogo (que jogo desde 2006 e também me divirto com a simplicidade do mesmo), Tibia possui uma comunidade atualmente muito fraca, mas algumas coisas nunca mudaram desde que conheci o jogo.

Há um antigo e forte conflito entre brasileiros e poloneses, e embora atualmente a maior base de jogadores seja locada no Brasil ainda há muita rixa e um preconceito com os brasileiros na maioria dos servidores do jogo.

Muitas vezes enquanto eu jogava, caso encontrasse algum outro jogador se ele me perguntasse de cara se eu era "br" eu já deduzia que se respondesse sim ele agiria de alguma forma a me trollar ou se eu precisasse comprar determinado item de algum jogador polonês se eu falasse que era "br" eu poderia perder a compra, o que já me ocorreu muitas vezes nestes 9 anos de Tibia.

Novamente, não estou falando que os Poloneses são santos e os Brasileiros os únicos errados da história, mas alguns eventos ocorridos durante a história do jogo mostraram como nós brasileiros tendemos a tentar tirar vantagem em tudo e acabamos por esquecer do famoso respeito ao próximo.

COMBAT ARMS


Para quem não conhece, Combat Arms é um FPS totalmente online lançado há muitos anos no Brasil pela Nexon, empresa sul-coreana, mas que devido ao alto número de usuários de diversos tipo de Hack (não confunda com Crack) no Brasil foi banido por vários anos daqui. Até que a LevelUp! conseguiu trazer o jogo de volta e com um número bem reduzido destes Hack no jogo.

Pessoalmente, possuo um problema chamado Cinetose (para mais detalhes clique aqui) que me causa enjoo e náuseas ao jogar alguns tipos de jogos, e o Combat Arms é um dos jogos que eu não senti (tanto) esse problema e por isso o jogo desde 2008 e desde esta época vejo a seguinte situação: Os servidores são basicamente apenas brasileiros jogando e uma situação inusitada acontece em praticamente toda a partida, se um jogador está mandando bem ele é chamado inúmeras vezes de hacker, e embora ainda existam pessoas que usam realmente programas ilegais para facilitar o jogo (para eles) a toxicidade daqueles que simplesmente não sabem perder e que toda vez que morrem xingam quem os matou simplesmente desanimam o jogador convencional.

HEROES OF THE STORM


Não apenas o Heroes se encaixa, mas todos os MOBAs em geral sofrem com os jogadores tóxicos, sejam eles por ficarem AFK a partida toda, ou aqueles que ficam se matando para aumentar o nível do time inimigo, ou aqueles que só sabem ficar spammando mensagens no chat, seja floodando ou ofendendo ou instilando preconceito.

Nos servidores Ámericas da Blizz vemos um grande conflito entre nós brasileiros (os huehuehue) e os outros latinos (jajajajaja como os brasileiros os chamam), ambas partes não se toleram e já presenciei alguns e li no fórum BattleNet várias reclamações de ofensas, preconceitos e coisas relacionadas ao puro comportamento tóxico.

O OUTRO LADO DA MOEDA

Por outro lado, estamos vendo uma crescente ascensão na área do E-Sports equipes brasileiras nos MOBAs e outros jogadores brasileiros ganhando destaque em jogos, como por exemplo, o Leomane no Hearthstone, além das várias equipes brasileiras que foram muito bem na Copa América de Heroes.

Com isso é possível perceber que não só de jogadores tóxicos o Brasil serve de celeiro, muitos jogadores excepcionais estão aí para provar o contrário.



Então é isso pessoal, bom fim de semana de jogos a todos, respeitem o coleguinha que só quer se divertir jogando e vamos continuar na luta por um ambiente online menos tóxico de estar passando nosso precioso tempo.

Abraços do Ville!




About Author

Advertisement

Postar um comentário

 
Top