Unknown Unknown Author
Title: Lore -Tyrande Murmuréolo
Author: Unknown
Rating 5 of 5 Des:
                                         Tyrande Murmuréolo   Minha personagem female preferida. NE de fibra, forte como uma rocha, doc...

                                        Tyrande Murmuréolo
 
Minha personagem female preferida. NE de fibra, forte como uma rocha, doce como uma flor, linda e incrível.

"Alta Sacerdotisa Dejahna: "Por que você escolheu esse caminho, Tyrande Whisperwind?"
Tyrande: " Porque eu quero proteger os outros .. Especialmente aqueles que  amo "




Tempos de paz .....



Tyrande cresceu junto com os gêmeos elfos noturnos Malfurion e Illidan Stormrage na cidade kaldorei de Suramar. Os três eram inseparáveis, brincavam nas árvores, corriam, aprendiam a caçar. Tyrande e os irmãos eram melhores amigos. À medida que se tornavam adultos, encorajavam uns aos outros para encontrar suas próprias vocações. Tyrande iria encontrar paz no Templo de Elune, em Suramar, e se tornou uma nova sacerdotisa na ordem das Irmãs de Elune. Malfurion, entretanto, foi abraçado pelas asas do semideus Cenarius, mas Illidan ainda estava para encontrar seu destino, e procurou por ele nas artes arcanas. Illidan estava apaixonado por Tyrande, mas seu irmão nunca reparou nessa "disputa" pelo o coração da elfa.

Guerra dos Anciões...

Quando a Guerra dos Anciões teve início, Tyrande ajudou Illidan a dominar seu vício insaciável pela magia, eles procuraram Cenarius. Quando finalmente o encontraram, ganharam novos aliados a revoada de  Alexstrasza lutaram a seu lado, e guerrearam contra a Legião e seus comparsas. Foi durante a luta contra a Legião que se tornou visível que Tyrande era mais capaz de canalizar o poder de Elune do que qualquer outro membro da ordem. Murmuréolo foi por muito tempo amada pelos dois irmãos, mas foi Malfurion  quem ela correspondeu a afeição. Na última parte da guerra, a Alta Sacerdotisa Dejahna foi salva por ela  das mãos da Legião, mas estava prestes a morrer, e teve então de nomear uma sucessora que tivesse sido tocada pelo poder de Elune: Tyrande. Sendo forçada a aceitar seu novo papel como Alta Sacerdotisa, embora tivesse grandes dúvidas quanto a sua habilidade para liderar os Elfos Noturnos. 



Estava longe de acabar....



Sentindo  as energias do portal de Azshara crescer, Tyrande sabia que tinha de cortar pela raiz os reforços demoníacos. Malfurion apareceu com a ideia de que eles deveriam destruir a fonte, que era sem dúvida a localização do portal. De início, Cenarius e Alexstrasza estavam receosos, sabendo que era apenas a Nascente da Eternidade que os davam seus poderes. Murmuréolo embora também gozasse de sua imortalidade e poder, percebeu que isto deveria ser feito e convenceu-os a se juntarem a ela. Illidan, no entanto, não a ouviu, e apesar de suas súplicas, abandonou seu irmão e foi avisar Azshara. Tyrande e Malfurion rapidamente se moveram contra eles, mas estavam muito atrasados. Azshara, alertada por Illidan, já havia preparado, e o ataque mágico que ela desencadeou devastou as suas forças. Enquanto Malfurion lutava na entrada, Tyrande escapava do palácio com um pequeno grupo de sentinelas e lançou um ataque por trás, mas foi surpreendida pela guarda real da rainha. Embora os sentinelas tivessem derrotado os guardas, a maioria deles foram destruídos, e Tyrande sofreu feridas quase fatais. Com o risco de sua amada vir a cair em batalha, Malfurion ficou furioso, e atacou Azshara. E todo o mundo foi marcado, rasgado em fragmentos com inundações, terras sendo engolidas. Tyrande conseguiu sobreviver à catástrofe, ajudou a liderar o seu povo de volta através das ondas para a terra de Cenarius no Monte Hyjal. Para o seu horror, no entanto, um lago acima de Hyjal estava poluído pelas energias mágicas da Fonte da Eternidade, que eles achavam ter sumido para sempre. Foi Illidan, que pegou vários frascos das águas da antiga fonte e colocou no lago, criando o segundo Poço da Eternidade. Malfurion, sabendo que o vício de Illidan por magia iria sempre ser um risco para a segurança do mundo, aprisionou-o nas cavernas abaixo de Hyjal. No entanto, com a Catástrofe ainda fresco em suas mentes, Tyrande e os NE não ousaram tentar destruir a nova Fonte.

A Batalha do Monte Hyjal e as consequências...





Logo, Malfurion trouxe Tyrande ao monte  Ashenvale, e eles foram encontrados por líderes outlanders. Ela mandou-os embora, dizendo que não tinham lugar ali, mas de repente, apareceu o Profeta, revelando-se Medivh, o Último Guardião de Tirisfal. Disse-lhes que esse inimigo foi para além de qualquer um deles, e que só seriam vitoriosos se juntassem forças. Tyrande, com a morte de Cenarius ainda fresca em sua mente, ficou a princípio receosa, mas logo viu que não tinha muita escolha. Então, juntos, eles planejaram sua defesa a Hyjal. Tyrande, Furion, e Shandris ajudaram a defender a base de Jaina Proudmoore até que finalmente superasse, e então moveram-se para reforçar as tropas de Thrall. Finalmente, Archimonde veio depois do massacre aos portões, e destruiu tudo. Tudo estava indo de acordo com o planejado. Archimonde, superconfiante por suas vitórias, moveu-se contra a Árvore do Mundo, último recanto dos Guardiões Ancestrais que tinham começado a se reunir nas florestas em torno das suas raízes. A um chamado de Furion, eles atacaram em massa o warlock. Quando eles detonaram, Archimonde foi imediatamente destruído, e a Árvore do Mundo recuperada. Após a grande batalha, os aliados então separaram seus caminhos. O povo de Jaina se fixou na ilha de Theramore, Cairne Bloodhoof dos tauren se estabeleceu em Thunder Bluff em Mulgore, Thrall fundou a nação de Durotar, e Tyrande e Furion levou seu povo de volta a Ashenvale para começar a recuperar os danos causados pela Legião Ardente.


Terror das Marés...


 Após alguns meses, porém, eles foram interrompidos por um mensageiro de Maiev Shadowsong, que lhes informou que guardas estava sob pesado ataque de Illidan. Malfurion decidiu ir até ela e auxiliá-la. Juntos rumaram para o leste de Broken Isles e onde lutaram corajosamente contra a naga insidiosa de Illidan. Maiev ficou gratificada pela ajuda de Malfurion, mas não demonstrou isto diante da vista de Tyrande. Maiev disse a Sacerdotisa que ela era a culpada pela fuga de Illidan e pela morte dos sentinelas que o estavam vigiando, e que ela deveria ser presa, mas Tyrande defendeu suas ações e afirmou que a tal não tinha direito de julgá-la. Illidan lhe disse que queria mostrar-lhe o seu poder. No entanto, a Alta Sacerdotisa revelou um detalhe que havia assombrado Illidan por dez mil anos; ela acreditava que os poderes mágicos nunca poderiam superar a verdadeira força interior de alguém. Era por isto que ela havia escolhido Malfurion ao invés dele. Como estavam próximos da vitória, Tyrande avisou a Illidan para fugir da cena.


E no fim...

Com suas forças quase esgotadas, Tyrande se encontrava em uma pequena ilha de território dos renegados. Os ataques incansáveis começaram a desgastá-la, e ela achou que estivesse perdida. Mas, para sua surpresa, Illidan derrotou todos e foi ao seu encontro para resgatá-la, levando-a por um portal para um lugar seguro. Quando eles saíram do portal, Tyrande admitiu sua surpresa com aqueles acontecimentos, e descobriram que Malfurion e Illidan haviam unido forças para salvá-la. Furion disse a ele que suas ações haviam salvado sua vida, mas que ele nunca mais deveria penetrar em um território NE novamente. Illidan entendeu, e atravessou de volta o portal. Maiev chegou e ficou furiosa por Furion deixa-lo escapar, e enviou seus sentinelas pelo portal. Tyrande mandou que ela parasse, mas Furion a disse para não gastar seu fôlego. Maiev estava possuída por vingança, e deixara de ouvir a razão. Tyrande então convidou Malfurion para retornarem para casa para um grande descanso enfim.










fontes:http://wow.gamepedia.com/Tyrande_Whisperwind?cookieSetup=true
http://www.wowwiki.com/Tyrande_Whisperwind
https://www.youtube.com/watch?v=YZyIHP7ZaOQ



About Author

Advertisement

Postar um comentário

 
Top